Sorri e o Mundo Sorri Contigo por Luísa Sargento

31 março 2009

A nossa Mente

Ramákrishna foi um sábio hindú de linha tântrica (Tantra Branco, via seca), que viveu na Índia entre o final do século XIX e o inicio do século XX. Sua contribuicão cultural ao mundo foi tão grande que no dia do seu aniversario, 18 de Fevereiro, o jornal O Globo, do Rio de Janeiro, edição de 1974, publicou uma pagina inteira com a sua historia.

Ramákrishna comparava a mente humana com um irrequieto macaco, que tivesse tomado alcool, tivesse sido picado por um escorpião e, ainda por cima, se lhe tivesse ateado fogo ao pelo! Isso, somos nós...

Para alcançar sucesso no Yôga precisamos primeiramente retirar o fogo (pratyáhara); depois, retirar o veneno do escorpião (dhárana); em seguida, retirar o alcool (dhyána); e, finalmente, retirar o próprio macaco (samádhi). Retirar o macaco corresponde a retirar de nós o aspecto animal, aquilo que ainda nos caracteriza como bicho homem. Entrar em samádhi, tirar o animal, significa transcender a condição de mamífero humano e galgar uma escala evolutiva mais elevada.

in Meditação, DeRose

Sem comentários:

Enviar um comentário